Últimas Notícias

Site WikiLeaks não cometeu nenhum crime

Postado por Tatiana C. Mendes on sexta-feira, 17 de dezembro de 2010 , under , | Opiniões (Dê a sua!) (0)




Além de não ter cometido nenhum crime, ainda temos que levar em consideração a liberdade de expressão, a liberdade de imprensa... se o site possui as fontes, o que tem publicar?


A policia da Austrália anunciou nesta sexta-feira (17) que o site WikiLeaks não cometeu nenhum delito criminal no país ao divulgar comunicados secretos da diplomacia dos Estados Unidos, os quais tratavam de questões sensíveis do governo e, portanto, não será mais alvo de investigação no país.

A AFP (a polícia federal australiana) completou sua avaliação do material e não constatou a existência de nenhum delito criminal sobre o qual a Austrália teria jurisdição', disse em um comunicado.

O criador do site WikiLeaks, o australiano Julian Assange, deixou na quinta-feira a prisão em Londres, após pagar fiança para aguardar em liberdade o processo que pode levá-lo a ser extraditado para a Suécia para responder por crimes sexuais. Assange afirma ser vítima de uma perseguição política, e prometeu continuar revelando segredos governamentais.

Fonte: G1

PSDB tentará ligar militantes do PT a tumulto; PT recorre a polícia para se preservar

Postado por Tatiana C. Mendes on quarta-feira, 27 de outubro de 2010 , under , | Opiniões (Dê a sua!) (0)



O Diretório do PT em São Paulo fez hoje, na Polícia Civil, boletim de ocorrência de preservação de direitos para tentar evitar que o partido seja responsabilizado por eventuais tumultos em atos de campanha do PSDB nesta semana, a última da campanha eleitoral para a Presidência da República.

Segundo o presidente do PT paulista, deputado estadual eleito Edinho Silva, a decisão foi tomada após militantes e a filósofa Marilena Chauí denunciarem, desde ontem, possíveis articulações para ligar a campanha de Dilma Rousseff (PT) a um tumulto nos últimos eventos de José Serra (PSDB). Um conflito, segundo essas supostas denúncias, ocorreria durante a caminhada prevista para sexta-feira, 29, em São Paulo.

'Nós recebemos denúncias de que iriam infiltrar falsos militantes petistas na caminhada de Serra na sexta-feira e a primeira coisa que fizemos foi registrar um boletim de ocorrência para denunciar e evitar que nenhum acontecimento seja utilizado na disputa eleitoral', disse Edinho. Ainda segundo ele, uma caminhada com lideranças petistas de São Paulo, prevista para as 11 horas da próxima sexta-feira, nas ruas centrais da capital paulista, foi transferida para as 16 horas 'para evitar qualquer tipo de problema'.

Edinho afirmou que toda a militância do PT foi orientada a evitar qualquer tipo de confronto e de provocação dos adversários. Para exemplificar o que classificou de 'provocação', o petista lembrou da carreata tucana que se encontrou com a do PT em Diadema no último sábado. 'A carreata veio por cima da nossa atividade e os próprios militantes tiveram de fazer um cordão de isolamento para evitar o confronto', afirmou.

...

Que coisa feia! Mas de se esperar... Pessoas desesperadas são capazes de “coisas” inomináveis! Ainda bem que o PT já está ciente da informação, tendo se resguardado. Creio que agora qualquer tentativa desesperada do PSDB será um “tiro pela culatra” – bem feito!

Além do mais, após as denúncias feitas no Jornal Nacional de ontem, sobre as irregularidades no processo licitatório para a construção do metrô do estado de São Paulo, isso quando o senhor José Serra ainda era governador... Uma obra de 4 bilhões com os vencedores declarados meses antes da licitação acontecer; mais suspeito ainda é a Folha de São Paulo está por “dentro” de tudo – alguém aí já reparou como a Folha é absolutamente tendenciosa e pró-Serra? Ahan, sei! Serra é bom, muito bom... Ô! Como diria Dilma:

Há uma diferença entre quem investiga e quem acoberta e não pune. Quem acoberta cria a impunidade”.

Vale lembrar que Dilma se mantém firme e forte à frente de Serra!


Fonte: Estadão.br.msn.com

Debate da Record: Dilma cresce e Serra cai

Postado por Tatiana C. Mendes on terça-feira, 26 de outubro de 2010 , under | Opiniões (Dê a sua!) (0)



Cientistas políticos convidados pelo Radar Político para assistir ao debate da TV Record concordaram na análise de que a petista Dilma Rousseff 'cresceu' ao longo dos últimos debates, enquanto o tucano José Serra se perdeu na tentativa de parecer um político carismático. Na avaliação de Carlos Melo, do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), e José Paulo Martins, da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, o encontro desta segunda-feira, 25, começou tenso, com todos os ataques de ordem ética concentrados no primeiro bloco para aproveitar o pico da audiência.

'Ele foi muito mais agressivo, mas não golpeou a ponto de ela ficar grogue', disse Melo ao avaliar a primeira parte da atração. Para Martins, os candidatos apostaram em mais do mesmo. 'O que vêm agora? Tudo o que já era esperado veio no primeiro bloco', questionou.

Para os cientistas políticos, a estratégia era atingir um maior número de pessoas antes que os televisores começassem a ser desligados, com o avançar das horas. 'No primeiro bloco você tem que mostrar um certo ímpeto', analisou Melo.

Segundo o cientista político do Insper, Serra estava 'mais agressivo do que nos outros debates'. 'Ele não tem outra alternativa a não ser roubar os votos dela. Mas é arriscado atacar', acrescentou Martins, para quem o eleitor identifica o problema da corrupção em governos do PT e do PSDB.

Foi, inclusive, essa a avaliação de Melo quando os casos mais recentes envolvendo os dois candidatos surgiram no debate, ainda no primeiro bloco. 'Quem com Erenice fere, com Paulo Preto será ferido', brincou o analista do Insper, após Serra citar as suspeitas de tráfico de influência envolvendo a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra. O ataque foi prontamente respondido por Dilma, que lembrou o suposto desvio de recursos de caixa dois da campanha tucana pelo ex-diretor da Dersa Paulo Petro. Privatizações. No segundo bloco, ganhou força o tema privatizações, que foi puxado pelo próprio tucano, numa clara estratégia de se manter no ataque. Na análise dos cientistas políticos, a tentativa de Serra de criticar uma suposta privatização do pré-sal pelo PT soou esquizofrênica, uma vez que vai contra as bandeiras históricas do PSDB.

'Serra vestiu a carapuça e agora quer ser mais realista que o rei, mais estatista que o PT', resumiu Melo. 'Vai contra a base social do PSDB', acrescentou. Na opinião do analista, a estratégia não agrega votos a Serra pois 'a base social do PT já está com Dilma'. Evolução. Na avaliação dos dois cientistas políticos, o debate desta segunda consolidou a evolução de Dilma ao longo dos últimos debates. 'Eu diria que a novidade é a segurança da Dilma', disse Martins. 'Mas acho que as pesquisas ajudam um pouco', acrescentou.

Ainda segundo eles, a tentativa de Serra de soar carismático não funciona. 'O problema é que o Serra tem um perfil... Ele é a figura racional por excelência. Quando ele faz esse discurso muito emocional, você não o reconhece', disse Melo, para quem 'Dilma tem milhões de defeitos, mas é impressionante como ela aprende rápido'.


Fonte: Estadão.br.msn.com

Datafolha aponta 12 pontos de vantagem pra Dilma

Postado por Tatiana C. Mendes on sexta-feira, 22 de outubro de 2010 , under , | Opiniões (Dê a sua!) (0)



Como se não bastasse o Vox Populi, depois o IBOPE, e agora, por fim, o Datafolha: Dilma tem 12 pontos de vantagem à frente de Serra.

– E aí, tucano, o que vai fazer agora?


A pesquisa do Datafolha divulgada na madrugada desta sexta-feira, 22, aponta a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com 56% das intenções de voto e está com 12 pontos de vantagem sobre José Serra, do PSDB, que está com 44%.

Na pesquisa do dia 3, a simulação feita na ultima pesquisa apontava a candidata petista com 57% e o tucano com 43%.

Os dois candidatos oscilaram na margem de erro em relação a última pesquisa realizada pelo instituto: Dilma seguia com 54% e subiu para 56%, e Serra que tinha 46%, passou a ter 44%. Na soma dos votos totais, Dilma Rousseff tem 50% (47% no último levantamento). José Serra tem 40% (antes tinha 41%).

Em relação aos votos em branco, nulo ou nenhum, são 4%. Os eleitores indecisos somam 6%.

Fator Marina: Dilma sobe oito pontos; Serra perde cinco pontos

O levantamento mostrou que os eleitores de Marina Silva (PV) mostraram preferência a Dilma Rousseff. A candidata do PT teve crescimento de oito pontos e de 23% subiu para 31%. Porém, apesar de Serra ter a preferência dos eleitores, ele teve uma queda de cinco pontos, passando de 51% para 46%.

O instituto ainda apontou que 88% dos brasileiros já estão decididos em quem vão votar no 2º turno e 10% poderiam mudar o voto.

Os dados dos eleitores por sexo mostram que Dilma tem a preferência dos eleitores homens, com 55%, contra 38% de Serra. Já entre as mulheres a disputa esta mais apertada, 45% votarão em Dilma e 41% vão votar em Serra.

Horário político na TV

A audiência do horário político também aumentou. 63% eleitores afirmaram que assistiram pelo menos uma vez a propaganda nesta semana. Na semana anterior o índice era de 52%.

A região Sul foi a que mais assitiu o horario eleitoral, com 71%, já no Nordeste, 61% dos eleitores disseram acompanharam a propaganda política.

Voto por regiões

O Datafolha fez o levantamento por segmento de regiões: Sul, Sudeste, Nordeste e Norte e Centro-Oeste. José Serra lidera apenas na região Sul, com 50%, contra 39% de Dilma Rousseff.

No Sudeste, Dilma está a frente por um ponto de diferença, com 44%, Serra tem 43%.

Nas regiões Norte e Centro-Oeste, a petista tem 49% e o tucano 42%. Por fim no Nordeste, a canidata do PT tem 37 pontos de vantagem, com 65%, contra 28% do candidato do PSDB.

Voto por escolaridade

Dilma e Serra mostram divisão entre os eleitores do ensino fundamental e do ensino superior. Entre os eleitores do ensino superior, Serra tem 50% da preferência, 11 pontos de vantagem, contra 39% de Dilma. Já entre os eleitores do ensino fundamental, a candidata do PT segue com 53% dos votos, com 17 pontos de vantagem, contra 36% do candidato do PSDB.

E por último, entre os eleitores do ensino médio Dilma está à frente de Serra, 49% contra 40%.

Eleitores por renda

O resultado do levantamento por renda mostra que os eleitores com mais de 10 salários mínimos (mais de R$ 5.101), 54% votam em José Serra, contra 38% em Dilma. Para os eleitores com renda de 5 a 10 salários mínimos (de R$ 2.551 a R$ 5.100), 48% declararam o voto na Dilma e 43% no Serra.

Entre os eleitores que tem renda de 2 a 5 salários mínimos, 46% votariam em Dilma e 43% em Serra.

Por fim, para quem ganha até dois salários mínimos (que ganha até R$ 1.020), a petista tem 55% e o tucano 34%.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi realizado no dia 21 de outubro, com 4.037 entrevistas em 243 municípios e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 36536/2010.

Fonte: MSN

Dilma recebe apoio de artistas no Rio de Janeiro

Postado por Tatiana C. Mendes on terça-feira, 19 de outubro de 2010 , under , , | Opiniões (Dê a sua!) (0)



Rio de Janeiro - A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, recebeu apoio de artistas hoje (18), durante encontro com representantes da classe cultural. Atores, músicos, escritores, cineastas e intelectuais assinaram um documento, que contava com mais de 10 mil assinaturas.

Entre os presentes estavam o compositor Chico Buarque e o arquiteto Oscar Niemeyer, que sentaram-se à mesa, ao lado de Dilma.

Ela discursou durante 54 minutos e defendeu as políticas de inclusão adotadas durantes os oito anos do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principalmente nas áreas sociais e da educação.

“Somos a soma de gerações que vêm sonhando o Brasil, como Oscar Niemeyer, sonhando de décadas mais antigas. Eu comecei a sonhar nos anos 60. Era o sonho que o Brasil tinha de mudar, não podia ser de extrema desigualdade”, afirmou Dilma à plateia que lotou os 926 lugares do Teatro Casa Grande, palco de lutas históricas durante a ditadura militar (1964-1985). Quem não conseguiu um lugar, ocupou os corredores e as escadas. Uma parte não conseguiu entrar e assistiu do lado de fora do teatro, por um telão.

Dilma fez um discurso marcado pelas comparações entre os governos anteriores e ressaltou os compromissos assumidos pelo governo Lula. “Ninguém respeita quem deixa uma parte de seu povo na miséria. Eu sei o tamanho do peso que carrego. Sei que agora é minha vez e vou honrar esta missão”.

Também estavam presentes personalidades como Beth Carvalho, Leonardo Boff, Alcione, Fernando Morais, Wagner Tiso, Alceu Valença, Marilena Chauí, Emir Sader, Amir Hadad, Debora Colker, José Celso Martinez, Yamandu Costa, Diogo Nogueira, Elba Ramalho, Rosemeri e Paulo Betti.

Chico Buarque falou brevemente e demonstrou apoio ao projeto de governo, principalmente na área externa: “Temos um governo que não fala fino com Washington, nem fala grosso com a Bolívia e o Paraguai”.

Coube ao escritor e teólogo Leonardo Boff o principal discurso da noite, que antecedeu ao de Dilma. O ex-frei ressaltou durante 40 minutos o que considerou avanços do governo Lula e pediu continuidade política: “Se a esperança, com o Lula, venceu o medo, agora a verdade vai vencer a mentira”.


Fonte: Vladimir Platonow (Repórter da Agência Brasil)
Notícias da Bahia

Marina Silva se omite e foge

Postado por Tatiana C. Mendes on segunda-feira, 18 de outubro de 2010 , under , , | Opiniões (Dê a sua!) (0)




É. Marina Silva resolveu se omitir. No domingo (17) a presidenciável (ex), juntamente com o seu partido, PV, definiu que não apoiaria nenhum dos candidatos que seguem na disputa presidencial no 2º turno: Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB).

Marina, que no 1º turno “gritou” para os sete cantos: “precisamos de um segundo turno para que a democracia se faça!” – parece que desistiu da idéia, ou melhor, o 2º turno só seria válido se ela fizesse parte do mesmo. Mas oras! E aquela fala de que “vamos levar duas mulheres para o 2º turno!” – onde ficou?

Parece que Marina ficou deslumbrada com os quase 20 milhões de votos recebidos no 1º turno. Ela só não entendeu que os votos, cerca de 12, 13 milhões, eram dela por direito, mas os demais, não! Foram obtidos graças a Erenice Guerra (se não fosse o escândalo, com certeza Dilma venceria ainda no 1º turno); Marina foi beneficiada por muitos votos de protesto (um “caso Tiririca” mais ameno).

Gosto de Marina. Acredito em sua ética e eficiência, principalmente sua boa vontade – que é algo bem evidente em seu semblante, inclusive. Mas sinceramente, não entendo porque uma mulher que sempre foi forte e batalhadora, em prol da nação, resolveu “lavar as mãos” num momento tão crucial. Se a situação fosse diferente, se não estivéssemos imersos num mar de injúrias, calúnias e difamações, até se justificaria o PV pensar somente na candidatura de Marina em 2014.

Dilma Rousseff está sendo atacada de todas as formas pelo homem de “Mil Caras”, José Serra. Marina, enquanto mulher, e conhecendo claramente a diferença política de Dilma e Serra, deveria tomar partido sim! Afinal, ela tem muito mais sintonia, afinidade, com a política petista, logo, com Rousseff, por tabela. Mas não...

O PV disse que não queria cargos. Após a omissão começo a que questionar... E vamos especular!

Serra é capaz de tudo para ser eleito, afinal, ele mesmo se diz o mais preparado o tempo todo; arrogância personificada. No 1º turno ficou visível um José Serra desesperado se fazendo de “bom moço”, no 2º? Além da já citada, outras faces estão sendo mostradas.

O tucano fica “puxando saco” de Marina Silva de maneira descarada (quero ver agora), divulgando até mesmo números: a maioria dos eleitores de Marina são “Serristas” – obviamente que segundo ele; de onde isso sai? Não se sabe, pois só o programa dele divulga.

Continuando o raciocínio... Como Serra é capaz de tudo para ganhar os eleitores de Marina,... como conseqüência trabalhar nas eleições, ali – juntamente com o PSDB –, traz uma possibilidade muito maior de cargos para o PV. Já com Dilma a coisa seria diferente, ao que tudo indica. A petista não está se “derretendo” para Marina, então... Pra que apoiar Dilma?

Ou seja, apoiando Serra tem cargos, mas como ele não vai ganhar, não vale a pena; apoiando Dilma não tem cargos, então, pra que apoiar? Neutralidade é a solução: fica melhor seguir persistindo na busca de um 2014 diferente, se auto-valorizando, fazendo “doce” e tentando se transformar na “última bolacha do pacote”.

Assim, Marina Silva que sempre levantou a bandeira da mudança por um país melhor, foge! Omite-se. Deixa o Brasil a mercê do retrocesso, afinal de contas, se o PSDB voltar ao poder tudo que foi conquistado será perdido. Para piorar, o PV ainda anunciou sua omissão mascarada de “independência”; só nos resta questionar: o que vale mais, a independência de um partido ou a independência da nação? Discrepância nas falácias ideológicas da “onda verde”; não existe castração pior que a estagnação social!


Observação: deixo claro, mais uma vez, que muitas das questões aqui abordadas são meras elucubrações desta que vos escreve. Minha intenção, única e exclusiva, é que as pessoas pensem, desenvolvam criticidade e capacidade de discernimento.

Os melhores beijos da década: celebridades

Postado por Tatiana C. Mendes on sábado, 16 de outubro de 2010 , under , , | Opiniões (Dê a sua!) (0)



Abaixo segue uma lista com os 10 beijos que marcaram o 'mundo das celebridades' na década.



10 - Em décimo lugar temos, o não menos importante, beijo entre Jennifer Aniston e Winona Ryder em “Friends”, em 2001. A cena foi rápida, rendeu muitos gritos e risadas também, como sempre no seriado, e fechou com chave de ouro o TOP 10 dos Beijos da década.




9 - Sacha Baron Cohen e Will Ferrell recriaram a cena de Madonna e Britney no VMA de 2007. O “selinho” dos comediantes não foi muito bonito de se ver, mas o público votou e ele conquistou o nono lugar na lista.




8 - “Quer Quer Ser um Milionário” mostrou a turbulenta e emocionante história de dois indianos interpretados por Freida Pinto e Dev Patel. O beijo do final do filme foi lindo e merecido! 




7 - E se na vida real eles são reservados, no cinema todo mundo já viu tudo. O filme “Sr. E Sra. Smith” rendeu aos pombinhos Angelina Jolie e Brad Pitt um casamentão e ainda um lugar entre os "dez mais".




6 - Ainda nos beijos entre mulheres, Lindsay Lohan não poderia ficar de fora. O primeiro flagra da atriz com a então namorada Samantha Ronson chegou ao sexto lugar. O beijo foi o primeiro clique público das duas juntas e aconteceu em 2008, no Mercer Hotel, em Nova York.




5 - Scarlett Johansson e Penelope Cruz não poderiam ficar de fora,  em "Vicky Cristina Barcelona" elas se beijaram pra valer mais de uma vez!





4 - O beijo de Bella e Edward, de "Crepúsculo", fica com o quarto lugar; esperado e comemorado! A química foi tão boa que Robert Pattinson e Kristen Stewart partiram para a vida real...



3 - No time dos homens, Heath Ledger e Jake Gyllenhaal também aparecem com os amassos no filme “O Segredo de Brokeback Mountain”. 




2 - A inovação do beijo de cabeça para baixo rendeu para Tobey Maguire e Kirsten Dunst o segundo lugar. Os atores formaram o casal apaixonado de “Homem-Aranha” e registraram a cena.




1 - O primeiro lugar não poderia ser mais polêmico e apropriado. Madonna mais uma vez lidera! O beijo protagonizado por Madonna e Britney Spears no Video Music Awards (VMA) em 2003 levou o título disparado de melhor da década, segundo divulgou o site “Female First”. 

Madonna se apresentar com Britney e Christina Aguilera já era um grande evento. Mas ninguém esperava – nem o pessoal da MTV – que o beijo fosse acontecer. É um dos momentos mais memoráveis da história das celebridades. 

Animais bizarros descobertos recentemente

Postado por Tatiana C. Mendes on sexta-feira, 15 de outubro de 2010 , under , | Opiniões (Dê a sua!) (5)



Um peixe com dentes de vampiro, um sapo que soa como um grilo e uma planta carnívora de sete metros de altura estão entre as novas espécies descobertas em 2009 na região do Grande Mekong, segundo o grupo ambientalista WWF.

Isso significa que a cada semana são encontradas, em média, três novas espécies na região, que abrange Camboja, Laos, Mianmar, Tailândia, Vietnã e uma província no sul da China.

"Este ritmo de descoberta é simplesmente impressionante em tempos modernos", disse o diretor de preservação da WWF no Mekong, Stuart Chapman.

"A cada ano, o número de novas espécies sobe e, com ele, cresce também a responsabilidade de garantir que essa biodiversidade única seja preservada."

Animais bizarros

O peixe-drácula (Danionella dracula), descoberto em um pequeno rio de Mianmar, mede até 1,7 centímetros e tem dentes que lembram os de um vampiro.


Já a planta carnívora Nepenthes bokorensis, encontrada no sul do Camboja, pode chegar até sete metros de altura e tem bolsas que prendem formigas e outros insetos.


Entre as espécies descobertas no ano passado estão ainda o único pássaro careca do continente e um peixe que usa sucção para se segurar a pedras enquanto nada contra a corrente.

O relatório da WWF diz que estas descobertas chamam atenção para a incrível biodiversidade da região do Mekong, mas também revelam a fragilidade dos diversos habitats locais.

É na região do Mekong que vivem diversas espécies selvagens ameaçadas de extinção, como tigres, o elefante asiático e o boto do Mekong.

"Precisamos proteger uma das maiores coleções de tesouros do mundo", disse Chapman.

Outras descobertas interessantes são a cobra sem presas e sem veneno, e o sapo que emite sons parecidos com os emitidos por um grilo:






Fonte: BBC

Oscar estrangeiro: conheça os 65 filmes que estão na disputa

Postado por Tatiana C. Mendes on quinta-feira, 14 de outubro de 2010 , under , | Opiniões (Dê a sua!) (0)



Foram divulgados nesta quarta-feira (13) os nomes dos 65 filmes que concorrerão às cinco indicações na categoria melhor filme estrangeiro do 83º Oscar. O anúncio dos escolhidos será feito em 25 de janeiro.


O cinema brasileiro será representado por "Lula - O filho do Brasil", de Fábio Barreto. Entre seus concorrentes estão o mexicano "Bíutiful", de Alejandro Gonzalez Iñarritu, o tailandês "Uncle Boonmee", de Apichatpong Weerasethakul, o francês "Des hommes et de dieux", de Xavier Beauvois, e o turco "Honey", de Semih Kaplanoglu.


Confira a seguir os 65 países e os filmes que disputam uma das cinco vagas no Oscar:


1 - África do Sul, "Life, above all", Oliver Schmitz.

2 - Albânia, "East, west, east", Gjergj Xhuvani.

3 - Alemanha, "When we leave", Feo Aladag.

4 - Algéria, "Hors la loi", Rachid Bouchareb.

5 - Argentina, "Carancho", Pablo Trapero.

6 - Áustria, "La Pivellina", Tizza Covi e Rainer Frimmel.

7 - Azerbaijão, "The precinct", Ilgar Safat.

8 - Bangladesh, "Third person singular number", Mostofa Sarwar Farooki.

9 - Bélgica, "Illegal", Olivier Masset-Depasse.

10 - Bósnia Herzegovina, "Circus Columbia", Danis Tanovic.

11 - Brasil, "Lula - O filho do Brasil", Fábio Barreto.

12 - Bulgária, "Eastern plays", Kamen Kalev.

13 - Canáda, "Incendies", Denis Villeneuve.

14 - Cazaquistão, "Strayed", Akan Satayev.

15 - Chile, "La vida de los peces", Matias Bize.

16 - China, "Aftershock", Feng Xiaogang.

17 - Colômbia, "El vuelco del cangrejo", Oscar Ruiz Navia.

18 - Coréia do Sul, "A barefoot dream", Tae-kyun Kim.

19 - Costa Rica, "Del amor y otros demonios", Hilda Hidalgo.

20 - Croácia, "The blacks", Goran Devic e Zvonimir Juric.

21 - Dinamarca, "In a better world", Susanne Bier.

22 - Egito, "Messages from the sea", Daoud Abdel Sayed.

23 - Eslováquia, "The border", Jaroslav Vojtek.

24 - Eslovênia, "9:06", Igor Sterk.

25 - Espanha, "También la lluvia", Icíar Bollaín.

26 - Estônia, "The temptation of St. Tony", Veiko Ounpuu.

27 - Etiópia, "The athlete", Davey Frankel e Rasselas Lakew.

28 - Filipinas, "Noy", Dondon S. Santos e Rodel Nacianceno.

29 - Finlândia, "Steam of life", Joonas Berghall e Mika Hotakainen.

30 - França, "Des hommes et de dieux", Xavier Beauvois.

31 - Geórgia, "Street days", Levan Koguashvili.

32 - Grécia, "Dogtooth", Yorgos Lanthimos.

33 - Greenland, "Nuummioq", Otto Rosing e Torben Bech.

34 - Holanda, "Tirza", Rudolf van den Berg.

35 - Hong Kong, "Echoes of the rainbow", Alex Law.

36 - Hungria, "Bibliotheque Pascal", Szabolcs Hajdu.

37 - Índia, "Peepli (Live)", Anusha Rizvi.

38 - Indonésia, "How funny (our country is)", Deddy Mizwar.

39 - Irã, "Farewell Baghdad", Mehdi Naderi.

40 - Iraque, "Son of Babylon", Mohamed Al-Daradji.

41 - Islândia, "Mamma Gogo", Fridrik Thor Fridriksson.

42 - Israel, "The human resources manager", Eran Riklis.

43 - Itália, "The first beautiful thing", Paolo Virzi.

44 - Japão, "Confessions", Tetsuya Nakashima.

45 - Letônia, "Hong Kong confidential", Maris Martinsons.

46 - Macedônia, "Mothers", Milcho Manchevski.

47 - México, "Bíutiful", Alejandro Gonzalez Inarritu.

48 - Nicarágua, "La Yuma", Florence Jaugey.

49 - Noruega, "The angel", Margreth Olin.

50 - Peru, "Contracorriente", Javier Fuentes-Leon.

51 - Polônia, "All that I love", Jacek Borcuch.

52 - Porto Rico, "Lie", Rafael Mercado.

53 - Portugal, "Morrer como um homem", João Pedro Rodrigues.

54 - Quirguistão, "The light thief", Aktan Arym Kubat.

55 - República Tcheca, "Kawasaki's rose", Jan Hrebejk.

56 - Romênia, "If I want to whistle, I whistle", Florin Serban.

57 - Rússia, "The edge", Alexey Uchitel.

58 - Sérvia, "Besa", Srdjan Karanovic.

59 - Suécia, "Simple simon", Andreas Ohman.

60 - Suíça, "La petite chambre", Stephanie Chuat e Veronique Reymond.

61 - Taiwan, "Monga", Chen-zer Niu.

62 - Tailândia, "Uncle Boonmee who can recall his past lives", Apichatpong Weerasethakul.

63 - Turquia, "Honey", Semih Kaplanoglu.

64 - Uruguai, "La vida util", Federico Veiroj.

65 - Venezuela, "Hermano", Marcel Rasquin.


Fonte: G1

As 10 fobias mais estranhas e bizarras

Postado por Tatiana C. Mendes on , under , | Opiniões (Dê a sua!) (10)



O ser humano é um bicho muito esquisito: alguns têm medo de dormir, de fazer xixi e até de pessoas feias. Veja a seguir as 10 fobias mais esquisitas que o ser humano pode ter:


1º. Antropofobia - Medo da sociedade humana ou aglomerações.


2º. Telefonofobia - Medo dos telefones


3º. Eleuterofobia - Medo de ter liberdade. Mais precisamente, "aversão e medo mórbido irracional, desproporcional persistente e repugnante de ter autonomia ou responsabilidade"


4º. Urofobia - Medo da urina ou de urinar


5º. Unatractifobia - Medo de pessoas feias


6º. Hipnofobia - Medo de dormir; horror ao sono


7º. Fonofobia - Medo e horror à sua própria voz e pavor de falar alto


8º. Fobofobia - Medo dos seus próprios medos; de ter algum tipo de fobia


9º. Catisofobia - Medo de sentar-se.


10º. Pantofobia - Medo de todas as coisas, ou todos os medos e fobias em um só. Pantofobia, em seu estado máximo, domina a mente humana de forma a matar o ser sem causas fisicas reais, ou seja, a Pantofobia induz ao suicídio biológico.

Obesidade pode ser aumentada por exposição à luz

Postado por Tatiana C. Mendes on quarta-feira, 13 de outubro de 2010 , under , | Opiniões (Dê a sua!) (1)



Las Vegas, Nevada (EUA)
O aumento global dos índices de obesidade e de distúrbios do metabolismo coincide com uma alta da exposição à luminosidade noturna. A conclusão é de cientistas do departamento de neurociência e psicologia da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA, e do Centro Israelense para Pesquisa Interdisciplinar em Cronobiologia. O estudo foi publicado na revista científica "Proceedings of the National Academy of Sciences" (PNAS).

Os especialistas verificaram que a regulação circadiana – processo rítmico que ocorre no organismo todos os dias mais ou menos à mesma hora – da homeostase energética – modo como um organismo mantém equilíbrio de diversas funções, como temperatura, pulso, pressão arterial e taxa de açúcar no sangue – é controlada por um relógio biológico “embutido” que é sincronizado de acordo com informação luminosa.
Para promover um funcionamento adequado, o relógio circadiano prepara os indivíduos para eventos previsíveis, como disponibilidade de alimentos e períodos de sono. Quando o relógio é “contrariado”, abre-se caminho para distúrbios metabólicos.

Os cientistas avaliaram a relação entre exposição à luz durante a noite e alterações na massa corpórea de camundongos machos. As cobaias acomodadas em ambiente iluminado (mesmo com luz fraca) apresentaram um significativo ganho de massa corpórea e reduziram a tolerância à glicose.

O período de consumo de comida dos roedores submetidos ao regime de luminosidade noturna difere dos camundongos sob regime-padrão de ciclos dia/noite: os primeiros comeram 55,5% da ração durante a noite iluminada, ante 36,5% no segundo grupo.


Fonte: G1

Seu cachorro destrói tudo quando você está fora de casa? Ele pode ser pessimista

Postado por Tatiana C. Mendes on , under , , | Opiniões (Dê a sua!) (0)



Seu cachorro acaba com a mobília da casa quando você está fora? Se a resposta for positiva, então é bom  você ficar atento, pois agindo desta forma ele pode ser um pessimista nato, concluíram pesquisadores.




Um estudo descobriu que alguns cachorros são mais deprimidos, enquanto outros são mais bem dispostos; tal detecção pode ser feita através de algumas observações.

"Sabemos que os estados emocionais das pessoas afetam seus julgamentos e que pessoas felizes provavelmente julgam uma situação ambígua de maneira positiva", disse o professor Mike Mendl, autor do estudo e presidente do departamento de bem-estar e comportamento animal da Universidade de Bristol.

"O que nosso estudo mostra é que isso se aplica de forma similar aos cachorros."
Para avaliar a psicologia canina, os pesquisadores treinaram cachorros para reconhecer que tigelas de um lado do quarto continham comida, enquanto as do outro lado estavam vazias. Eles então colocaram as tigelas em locais "neutros" entre os dois lados.

Como pessoas felizes que tendem em ver o lado positivo de cada situação, os cachorros otimistas corriam em direção à tigela, na expectativa de encontrar comida. Já os cães pessimistas hesitaram ou correram mais devagar.

O estudo, publicado na revista científica Current Biology, que analisou 24 cães em dois centros de animais do Reino Unido, concluiu que o temperamento dos cachorros está relacionado com seu comportamento quando separados de seus donos.

Os cães mais otimistas ficaram mais calmos quando deixados sozinhos, certos de que seus donos voltariam, enquanto os cachorros pessimistas pareciam mais propensos a se preocupar, latir e se comportar mal.

Cerca de metade dos 10 milhões de cachorros do Reino Unido mostram "um comportamento relacionado à separação" em algum ponto, disse Mendl.

Apesar de se livrar da ansiedade dos cachorros ou ignorá-la, os donos devem reconhecer que seus cachorros podem sofrer de questões emocionais e buscar tratamento para eles, afirmou Mendl.


Fonte: Reuters

Cobaia humana que tem 36h de vida foge durante testes

Postado por Tatiana C. Mendes on terça-feira, 12 de outubro de 2010 , under , | Opiniões (Dê a sua!) (14)





A polícia britânica corre contra o tempo para encontrar uma cobaia humana que desapareceu durante os testes e corre risco de morte se não aparecer nas próximas 36 horas.

Matthew Lloyd, um enfermeiro de 35 anos, participava de testes clínicos e teve malária injetada em seu corpo.

Na quinta-feira, Lloyd, que vive em Southampton, no sul da Inglaterra, faltou ao tratamento em Oxford. Ele ligou para o trabalho avisando que estava doente e desde então não foi mais visto.

A polícia deu início a buscas frenéticas para encontrar a cobaia humana, porque existe o risco de o enfermeiro vir a falecer em decorrência da doença se não for tratado com urgência.

No domingo à noite, uma foto do enfermeiro foi divulgada para ajudar o público a identificá-lo.

"Mesmo o menor detalhe poderia se mostrar crucial na busca por Matthew para que ele possa receber a medicação que lhe salvará a vida", disse o detetive do caso, Dave Jackson.

Segundo a imprensa britânica, os investigadores estão seguindo as pistas deixadas pela utilização do telefone celular do enfermeiro e os saques realizados em sua conta bancária.

Os indícios são de que ele viajou em direção ao norte e pode ter estado em Birmingham, cerca de 200 quilômetros ao norte de Londres.

"Nossa preocupação com a saúde de Matthew é crescente porque ele precisa de medicação urgente", disse o detetive.


Fonte: BBC

Serra, calúnia e difamação; juiz aceita acusação






A candidata Dilma Rousseff disse hoje, em Aparecida (SP), que a discussão no debate da Band foi de alto nível, com exposição clara de pontos de vista e sem elevar o tom de voz. "Quando a gente é assertiva sobre posições, o debate fica mais claro."

Segundo ela, o candidato José Serra "tem a mania de subestimar as pessoas e se achar superior a elas. Esperavam que eu não defendesse minhas posições, que eu não apresentasse minhas propostas, que eu não criticasse a visão estratégica dele? Mas o debate é para isso".

Durante o Debate Dilma alertou Serra constantemente sobre campanha de calúnias. A candidata à presidência pelo PT, lembrou a acusação sem provas de envolvimento de sua campanha com a quebra de sigilo de pessoas ligadas ao PSDB, o que levou Serra a responder um processo na Justiça por calúnia e difamação.

Você tem de ter cuidado para não ter mil caras, Serra, porque a última mentira e calúnia contra mim ocorreu no caso em que vocês diziam que a minha campanha tinha aberto sigilo. Hoje você é réu em crime de calúnia e difamação. Você está dando os primeiros passos na questão da ficha limpa”, alertou a candidata, no debate da Rede Bandeirantes.

Em 21 de setembro, o Ministério Público de São Paulo pediu à Justiça Eleitoral a instauração de inquérito pela Polícia Federal para que o candidato José Serra seja ouvido sobre as acusações feitas contra a campanha de Dilma Rousseff de envolvimento com a quebra do sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB. O objetivo do pedido é que Serra apresente provas de suas acusações que de Dilma e o PT “atentaram contra a democracia” e praticaram “jogo sujo”, “espionagem” e “chantagem”.

Para Dilma, uma candidatura à presidência da República tem por objetivo engrandecer o Brasil, discutindo valores e projetos para o Brasil. “A única coisa que seu vice, Índio da Costa, faz é criar e organizar grupos para me atingir até com questões religiosas, num país que é conhecido por sua tolerância”, lamentou.

Dilma repudiou a acusação feita pela esposa do candidato, Monica Serra, que declarou, em evento com o vice Índio da Costa. Ela disse que a candidata seria "a favor de matar criancinhas". “Acho gravíssima a frase da sua senhora. O Brasil está habituado com o processo de tolerância, em que árabes e israelenses sentam à mesma mesa. Este país não tem ódio religioso, nem étnico, nem cultural. Evangélicos e católicos estudam nas mesmas escolas. Repudio esta campanha que está sendo feita.”

Dilma também lembrou que, ainda como ministro da Saúde, José Serra regulamentou o aborto no SUS (Sistema Único de Saúde) para que as mulheres não morram por tentarem interromper a gravidez com métodos primitivos. “Estou sendo acusada de coisas que você regulamentou, como o acesso ao aborto no SUS.”

Já após o Debate, Dilma acrescentou: "Vocês mesmos [jornalistas] pedem todos os dias que façamos um debate de ideias. Então vamos fazer um debate de ideias e não utilizar os boatos, calunias e mentiras como método de campanha política”.

Dilma lamentou a postura do adversário tucano, que ataca por “ouvir dizer” e alimenta uma central de boatos e calúnias, como a Justiça Federal reconheceu recentemente.

Eu passei quase três meses sendo acusada de quebra de sigilo fiscal e agora está claro que [aquilo] foi um esquema mercantilista dentro da Receita sem razões eleitorais. Está clara a calúnia que sofri. Inclusive um juiz aceitou a acusação e denunciou o candidato José Serra por essa prática”, disse.

“Eu passei muito tempo calada e quando vi o tamanho que tinha tomado a central organizada de boatos resolvi tornar isso público e compartilhar com a população. Eu não fui para a Internet responder por boatos, estou fazendo de forma aberta”, completou.


Fonte: http://www.dilma13.com.br/noticias/entry/dilma-adverte-serra-sobre-campanha-de-calunias/

Serra não é o cara, mas sim mil caras!




Antes da matéria, para descontrair...


BP Produções Tupiniquins orgulhosamente apresenta:



Mil Caras: O Homem que Caluniava


Título Original: Mil Caras: O Homem que Caluniava
Diretor: Sérgio Guerra (coordenador da campanha de Serra);
Elenco: José Serra, Dilma Rousseff, Marina Silva e muitos coadjuvantes.
Ano da produção: 2010

Sinopse/ A ‘novela’:

Apesar de ser uma aparente chamada para um filme, em verdade estamos tratando de uma novela – que não, não é mexicana, mas sim brasileira, e muito! A produção tupiniquim conta com um elenco de peso (sofistas natos), formado por membros do PSDB... O ator principal, e também vilão da história, é José Serra, que na novela interpreta um desesperado candidato à presidência de um país da América Latina, chamado Brasil.

A novela que tem ares de produção independente é de curta duração; por que novela? Pelo disse me disse que não sai nem ‘faz nada’ na moita.

José Serra é um candidato à presidência arrogante que vinha com um letreiro na testa desde sua indicação pelo partido para concorrer à presidência: “já ganhei!”. Porém, como nem tudo são flores e o mundo não é cor de rosa, quem dirá azul – o mundo é multicores, isso sim – Serra se deparou com uma forte mulher pela frente: Dilma Rousseff – a heroína da história.

Desesperado Zé Serra (como era conhecido por alguns manipuláveis, e outros manipuladores) começou a ‘atirar’ pra todo lado: injúrias, calúnias, difamações, palavras ao vento, ao léu, inverdades, contradições e muitas outras etc´s e tais.

Mas... Naquelas eleições um segundo turno se formou; graças ao Serra? Que nada! Outra forte mulher, Marina, que naquela pátria despontou. Contudo a arrogância de José Serra fez com que ele mostrasse números como se um segundo processo democrático tivesse sido construído a partir de sua ‘pessoa’... Ledo engano. Dilma e Serra se enfrentam, algumas máscaras caem, e aquele, que pensava ser o ‘cara’, se revela o homem de mil caras!

No final? Após a queda das muitas máscaras, uma com certeza ficará no chão – A cara de um senhor que um dia acreditei ser respeitável...

História baseada em fatos reais; inadequado para menores de 500 anos: ou será que você prefere andar pra trás?

Feita a brincadeira acima – que é muito séria por sinal -, segue uma das notícias na qual ela, a ‘brincadeira séria’, foi baseada:




Muitos criticaram Dilma Rousseff, candidata à presidência pelo PT, após o debate da Band, mas... E o Serra? Dilma esteve ótima! Em verdade ela mostrou a que veio: firme, objetiva, rebatendo, debatendo, discutindo de maneira limpa sem acusações infundadas; Dilma mostrou propostas. José Serra, aquele que 'atira pra todo lado', além de tentar atrapalhar a exposição de propostas para fugir do embate direto, ficou sem reação e tentou, a todo momento, mesmo após o debate, ironizar - coitado! A arrogância foi o que prevaleceu, como sempre, para o José Serra... Não adiantou. Dilma subiu ainda mais no meu conceito quando disse que Serra não é o cara, mas sim mil caras.

Vamos ao debate:

O resultado do primeiro debate televisivo, na TV Bandeirantes, entre os candidatos à Presidência da República, pode ser visto no semblante dos aliados de José Serra e de Dilma Rousseff. Do lado dos tucanos, cabeças baixas e rostos preocupados. Pelo lado da coligação Para o Brasil Seguir Mudando, o entusiasmo era claro.

Ao final do debate, os aliados de Dilma expressaram o ambiente dentro do auditório. “Ela [Dilma] fez o confronto adequado, porque eram tantas as acusações infundadas em relação a nossa chapa e ela respondeu com muito vigor. Essa resposta vigorosa que ela deu vai mobilizar toda militância do país para chegarmos ao fim do segundo turno com sucesso”, avaliou o candidato a vice-presidente Michel Temer.

Para o senador reeleito Delcídio Amaral (PT-MS), a candidata “deu um show de bola" e caminha para a vitória. “Foi o melhor debate da Dilma, sem dúvida. Muito firme, clara, concisa, foi para cima. Ela criou efetivamente as situações que nós esperávamos para fazer confrontação de projetos com o Serra. E ela agiu de forma determinada e especialmente com relação a essa rede de intrigas que montaram com relação a ela”, comentou.

Durante o debate, Dilma ressaltou que Serra precisa parar de fazer acusação sem provas e o alertou que ele já está inclusive sendo processado por espalhar calúnias. “Você tem de ter cuidado para não ter mil caras, Serra, porque a última mentira e calúnia contra mim ocorreu no caso em que vocês diziam que a minha campanha tinha aberto sigilo [fiscal de adversários]. Hoje você é réu em crime de calúnia e difamação. Você está dando os primeiros passos na questão da ficha limpa”, disse Dilma.

Mil caras

Dilma também arrancou risadas da plateia e dos jornalistas no Debate da Band, quando disse que o Serra “não é o cara, mas tem mil caras”. Ele também provocou risos no mesmo público quando comentou que “não havia problemas graves de segurança em São Paulo”.

Para o governador eleito do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, não restou dúvida que Dilma saiu vitoriosa do debate. “O debate foi excelente porque ambos os candidatos desnudaram sua personalidade política e seus compromissos programáticos. Ficou clara a questão de quem é que tem políticas sociais, qual é a postura sobre as privatizações. E o que eu fiz no verão passado. Ou seja, o que a Dilma fez nos últimos oitos anos e o que o Serra fez. Isso ajuda o eleitor a se definir”, analisou.

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, deu ainda mais motivos para a vitória da candidata. “Ela ganhou porque o debate permitiu que os dois candidatos entrassem naquilo que os diferenciavam. Pela primeira vez nessa campanha no segundo turno pudemos debater qual é o projeto da Dilma, tanto o balanço de comparação em relação ao governo que ela foi ministra, quanto também o balanço do governo em que o Serra foi ministro”, disse.

Diferenças de projetos

O coordenador do programa de governo da coligação Para o Brasil Seguir Mudando, Marco Aurélio Garcia, disse que Dilma soube delimitar os campos e os projetos no primeiro debate do primeiro turno e Serra ficou sem dar muitas respostas.

“Foi muito bom o desempenho da candidata Dilma Rousseff. Acho que cumpriu o que se espera de um debate de segundo turno. Demarcar claramente que há dois campos, evitar questões secundárias com as quais se pretendia embaralhar as cartas e chamar concretamente o candidato Serra a se definir", afirmou.

Segundo Garcia, o candidatdo tucano "gosta de se apresentar tão seguro, muitas vezes tão arrogante, mas foi obrigado a sair um pouco da sua toca e dizer a que veio. E na maioria das vezes não disse”.


-----------------------------------------------------------------------
Curiosidade: já circula na internet um manifesto pró-Dilma organizado por artistas e intelectuais, clique aqui e saiba mais.


Manifesto pró-Dilma organizado por artistas e intelectuais - faça parte também!





Reproduzo aqui, na íntegra, o texto assinado por Leonardo Boff e Chico Buarque que convoca artistas 'a somarem forças para garantir os avanços' do governo Lula.

Em apoio a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, um grupo de artistas e intelectuais liderados por Leonardo Boff, Chico Buarque, Emir Sader e Eric Nepumuceno está articulando adesões a um manifesto de apoio político à petista.

O documento será entregue à candidata na próxima segunda-feira (18), em um ato político organizado pelo grupo no Teatro Oi Casagrande, no Leblon, zona sul da capital fluminense, às 20h.

De acordo com o filósofo e teólogo Leonardo Boff, o manifesto foi organizado pelo jornalista e escritor Eric Nepomuceno e pelo cantor e compositor Chico Buarque. "A ideia foi do Eric e do Chico para contrabalançar muitas difamações e mentiras que estão sendo divulgadas na internet, e eles têm todo meu apoio e o do Frei Betto também, que escreveu um artigo sobre a Dilma. Eles cresceram juntos e ele fala muito bem sobre ela", disse Boff, que informou também que o arquiteto Oscar Niemeyer faz parte dos signatários.

Ainda segundo Boff, as críticas contra Dilma envolvendo a questão do aborto "é um discurso para desviar das gandes questões". "O PSDB não tem liderança nem carisma, não tem projeto nenhum para oferecer", falou em defesa da petista. "Eles descobriram esse viés para distrair da verdadeira discussão, é uma questão de falsa política", concluiu.

Segue o 'documento':

À NAÇÃO

Em uma democracia nenhum poder é soberano.
Soberano é o povo.

É esse povo ? o povo brasileiro ? que irá expressar sua vontade soberana no próximo dia 3 de outubro, elegendo seu novo Presidente e 27 Governadores, renovando toda a Câmara de Deputados, Assembléias Legislativas e dois terços do Senado Federal.

Antevendo um desastre eleitoral, setores da oposição têm buscado minimizar sua derrota, desqualificando a vitória que se anuncia dos candidatos da coalizão Para o Brasil Seguir Mudando, encabeçada por Dilma Rousseff.

Em suas manifestações ecoam as campanhas dos anos 50 contra Getúlio Vargas e os argumentos que prepararam o Golpe de 1964. Não faltam críticas ao ?populismo?, aos movimentos sociais, que apresentam como ?aparelhados pelo Estado?, ou à ameaça de uma ?República Sindicalista?, tantas vezes repetida em décadas passadas para justificar aventuras autoritárias.

O Presidente Lula e seu Governo beneficiam-se de ampla aprovação da sociedade brasileira. Inconformados com esse apoio, uma minoria com acesso aos meios, busca desqualificar esse povo, apresentando-o como ?ignorante?, ?anestesiado? ou ?comprado pelas esmolas? dos programas sociais.
Desacostumados com uma sociedade de direitos, confunde-na sempre com uma sociedade de favores e prebendas.

O manto da democracia e do Estado de Direito com o qual pretendem encobrir seu conservadorismo não é capaz de ocultar a plumagem de uma Casa Grande inconformada com a emergência da Senzala na vida social e política do país nos últimos anos. A velha e reacionária UDN reaparece ?sob nova direção?.
Em nome da liberdade de imprensa querem suprimir a liberdade de expressão. A imprensa pode criticar, mas não quer ser criticada.

É profundamente anti-democrático ? totalitário mesmo ? caracterizar qualquer crítica à imprensa como uma ameaça à liberdade de imprensa. Os meios de comunicação exerceram, nestes últimos oito anos, sua atividade sem nenhuma restrição por parte do Governo. Mesmo quando acusaram sem provas.
Ou quando enxovalharam homens e mulheres sem oferecer-lhes direito de resposta. Ou, ainda, quando invadiram a privacidade e a família do próprio Presidente da República.

A oposição está colhendo o que plantou nestes últimos anos. Sua inconformidade com o êxito do Governo Lula, levou-a à perplexidade. Sua incapacidade de oferecer à sociedade brasileira um projeto alternativo de Nação, confinou-a no gueto de um conservadorismo ressentido e arrogante. O Brasil passou por uma grande transformação.

Retomou o crescimento. Distribuiu renda. Conseguiu combinar esses dois processos com a estabilidade macroeconômica e com a redução da vulnerabilidade externa. E ? o que é mais importante ? fez tudo isso com expansão da democracia e com uma presença soberana no mundo.

Ninguém nos afastará desse caminho. Viva o povo brasileiro.



Leonardo Boff
Maria Conceição Tavares
Oscar Niemeyer
Marilena Chaui
José Luis Fiori
Emir Sader
Theotonio dos Santos
Fernando Morais
Nilcea Freire
Laura Tavares
Walnice Galvão
Eric Nepomuceno
Martha Vianna
Felipe Nepomuceno
Pablo Gentili
Florencia Stubrin
Flavio Aguiar
Renato Guimarães
Ivana Bentes
Vera Niemeyer
Giuseppe Cocco
Sergio Amadeu
Hugo Carvana
Martha Alencar
Carlos Alberto Almeida
Luiz Alberto Gomez de Souza
Ingrid Sarti
Gaudêncio Frigotto
Isa Jinkings
Leila Jinkings
Sidnei Liberal
Sueli Rolnik
Celio Turino
José Gondin
Lejeune Mirhan
Monica Bruckman
Izaias Almada
Clarice Gatto
Fernando Vieira
Rafael Alonso
José Fernando Balby
Breno Altman
Elisabeth Sekulic
Carlos Otavio Reis
Cassio Sader
Tatiana Roque
Monica Rocha
Carlos Augusto Peixoto
Antonio Lancetti
Benjamin Albagli Neto
Geo Brito
Barbara Szaniecki
Henrique Antoun
Francisco de Guimaraens
Mauricio Rocha
Cibele Cittadino
Adriano Pilatti
Marcio Tenambaum
Jô Gondar
Rodrigo Guéron
Paulo Halm
Maria Candida Bordenave
André Fetterman Coutinho
Carlos Eduardo Martins
Lucia Ribeiro
Helder Molina
Elizabeth Serra Oliveira
Isadora Melo Silva
Janes Rodriguez
Claudio Cerri
Gloria Moraes
Peter Pal Pelbart
Mari Helena Lastres
Cecilia Boal
Alexandre Mendes
Mauro Rego Costa
Ana Miranda Batista
Ana Maria Muller
Ronald Duarte
Osmar Coelho Barboza
Joaquim Palhares
Marco Weissheimer
Silvio Lima
Isabella Jinkings
Marcia Aran
Cezar Migliorin
Susana de Castro
Ricardo Rezende Figueira
Eiiana Schueler
Virgilio Roma Filho
Ana Lucia Magalhaes Barros
Maria de Jesus Leite
Marcos Costa Lima
Alberto Rubim
José Cassiolato
Beth Formaggini
Marilia Danny
Fabrício Toledo
Ana Maria Bonjour
Ana Maria Alvarenga de Barros
Marcio Miranda Ferreira
Marcio Pessoa
Marco Nascimento Pereira
Vanessa Santos do Canto
Monica Horta
Ana Maria Muller
Fernanda Reznik Santos
Eliete Ferrer
Felipe Cavalcanti
Francini Lube Guizardi
Rodrigo Pacheco
Edna Krauss
Luis Felipe Bellintani Ribeiro
Rosa Maria Dias
Leneide Duarte-Plon
Licoln de Abreu Penna
Marcelo Saraiva
Francisco Bernardo Karan
Lucy Paixão Linhares
Luiz Carlos de Sousa Santos
Eliana Dessaune Madeira
Lucio Manfredo Lisboa
Isabel Moraes da Costa
Sandra Menna Barreto
Angelo Ricardo de Souza
Roberto Elias Salomão
Angelo Ricardo de Souza
Ricardo Elias Salomão
Eleny Guimarães Teixeira
Elisa Pimentel
Leonora Corsini
Maria Helena Correa
Isis Proença
José Adelio Ramos
Albertita Dornelles Ramos
Deborah Dornelles Ramos
Tamarah Dornelles Ramos
Xavier Cortez
Rodrigo Gueron
Aparecida Martins Paulino
Leonardo Palma
Paulo Roberto Andrade
Urariano Mota
Lea Maria Reis
Ferreira Palmar
Gabriel Rebello
AGFilho
Newton Pimentel
Patricia Ferraz
Pedro Alves Filho
José Antonio Garcia
Afonso Lana Leite
Mariana Rodrigues Pimentel
Jussara Rodrigues Pimentel
Affonso Henriques
Ana Muller
Mario Jakobskind
Fabio Malini
Dayse Marques Souza
Tania Roque
Jussara Ribeiro de Oliveira
Rita de Cassia Matos
Fernando Santoro
Washington Queiroz
Araken Vaz Galvão
Paulo Costa Lima
Carlos Roberto Franke

... Mesmo não sendo, nem artista, nem intelectual, faço coro e assino também!

Tatiana C. Mendes

Mais matérias interessantes...