Serra não é o cara, mas sim mil caras!

terça-feira, 12 de outubro de 2010 , Postado por Tatiana C. Mendes em 11:06

Antes da matéria, para descontrair...


BP Produções Tupiniquins orgulhosamente apresenta:



Mil Caras: O Homem que Caluniava


Título Original: Mil Caras: O Homem que Caluniava
Diretor: Sérgio Guerra (coordenador da campanha de Serra);
Elenco: José Serra, Dilma Rousseff, Marina Silva e muitos coadjuvantes.
Ano da produção: 2010

Sinopse/ A ‘novela’:

Apesar de ser uma aparente chamada para um filme, em verdade estamos tratando de uma novela – que não, não é mexicana, mas sim brasileira, e muito! A produção tupiniquim conta com um elenco de peso (sofistas natos), formado por membros do PSDB... O ator principal, e também vilão da história, é José Serra, que na novela interpreta um desesperado candidato à presidência de um país da América Latina, chamado Brasil.

A novela que tem ares de produção independente é de curta duração; por que novela? Pelo disse me disse que não sai nem ‘faz nada’ na moita.

José Serra é um candidato à presidência arrogante que vinha com um letreiro na testa desde sua indicação pelo partido para concorrer à presidência: “já ganhei!”. Porém, como nem tudo são flores e o mundo não é cor de rosa, quem dirá azul – o mundo é multicores, isso sim – Serra se deparou com uma forte mulher pela frente: Dilma Rousseff – a heroína da história.

Desesperado Zé Serra (como era conhecido por alguns manipuláveis, e outros manipuladores) começou a ‘atirar’ pra todo lado: injúrias, calúnias, difamações, palavras ao vento, ao léu, inverdades, contradições e muitas outras etc´s e tais.

Mas... Naquelas eleições um segundo turno se formou; graças ao Serra? Que nada! Outra forte mulher, Marina, que naquela pátria despontou. Contudo a arrogância de José Serra fez com que ele mostrasse números como se um segundo processo democrático tivesse sido construído a partir de sua ‘pessoa’... Ledo engano. Dilma e Serra se enfrentam, algumas máscaras caem, e aquele, que pensava ser o ‘cara’, se revela o homem de mil caras!

No final? Após a queda das muitas máscaras, uma com certeza ficará no chão – A cara de um senhor que um dia acreditei ser respeitável...

História baseada em fatos reais; inadequado para menores de 500 anos: ou será que você prefere andar pra trás?

Feita a brincadeira acima – que é muito séria por sinal -, segue uma das notícias na qual ela, a ‘brincadeira séria’, foi baseada:




Muitos criticaram Dilma Rousseff, candidata à presidência pelo PT, após o debate da Band, mas... E o Serra? Dilma esteve ótima! Em verdade ela mostrou a que veio: firme, objetiva, rebatendo, debatendo, discutindo de maneira limpa sem acusações infundadas; Dilma mostrou propostas. José Serra, aquele que 'atira pra todo lado', além de tentar atrapalhar a exposição de propostas para fugir do embate direto, ficou sem reação e tentou, a todo momento, mesmo após o debate, ironizar - coitado! A arrogância foi o que prevaleceu, como sempre, para o José Serra... Não adiantou. Dilma subiu ainda mais no meu conceito quando disse que Serra não é o cara, mas sim mil caras.

Vamos ao debate:

O resultado do primeiro debate televisivo, na TV Bandeirantes, entre os candidatos à Presidência da República, pode ser visto no semblante dos aliados de José Serra e de Dilma Rousseff. Do lado dos tucanos, cabeças baixas e rostos preocupados. Pelo lado da coligação Para o Brasil Seguir Mudando, o entusiasmo era claro.

Ao final do debate, os aliados de Dilma expressaram o ambiente dentro do auditório. “Ela [Dilma] fez o confronto adequado, porque eram tantas as acusações infundadas em relação a nossa chapa e ela respondeu com muito vigor. Essa resposta vigorosa que ela deu vai mobilizar toda militância do país para chegarmos ao fim do segundo turno com sucesso”, avaliou o candidato a vice-presidente Michel Temer.

Para o senador reeleito Delcídio Amaral (PT-MS), a candidata “deu um show de bola" e caminha para a vitória. “Foi o melhor debate da Dilma, sem dúvida. Muito firme, clara, concisa, foi para cima. Ela criou efetivamente as situações que nós esperávamos para fazer confrontação de projetos com o Serra. E ela agiu de forma determinada e especialmente com relação a essa rede de intrigas que montaram com relação a ela”, comentou.

Durante o debate, Dilma ressaltou que Serra precisa parar de fazer acusação sem provas e o alertou que ele já está inclusive sendo processado por espalhar calúnias. “Você tem de ter cuidado para não ter mil caras, Serra, porque a última mentira e calúnia contra mim ocorreu no caso em que vocês diziam que a minha campanha tinha aberto sigilo [fiscal de adversários]. Hoje você é réu em crime de calúnia e difamação. Você está dando os primeiros passos na questão da ficha limpa”, disse Dilma.

Mil caras

Dilma também arrancou risadas da plateia e dos jornalistas no Debate da Band, quando disse que o Serra “não é o cara, mas tem mil caras”. Ele também provocou risos no mesmo público quando comentou que “não havia problemas graves de segurança em São Paulo”.

Para o governador eleito do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, não restou dúvida que Dilma saiu vitoriosa do debate. “O debate foi excelente porque ambos os candidatos desnudaram sua personalidade política e seus compromissos programáticos. Ficou clara a questão de quem é que tem políticas sociais, qual é a postura sobre as privatizações. E o que eu fiz no verão passado. Ou seja, o que a Dilma fez nos últimos oitos anos e o que o Serra fez. Isso ajuda o eleitor a se definir”, analisou.

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, deu ainda mais motivos para a vitória da candidata. “Ela ganhou porque o debate permitiu que os dois candidatos entrassem naquilo que os diferenciavam. Pela primeira vez nessa campanha no segundo turno pudemos debater qual é o projeto da Dilma, tanto o balanço de comparação em relação ao governo que ela foi ministra, quanto também o balanço do governo em que o Serra foi ministro”, disse.

Diferenças de projetos

O coordenador do programa de governo da coligação Para o Brasil Seguir Mudando, Marco Aurélio Garcia, disse que Dilma soube delimitar os campos e os projetos no primeiro debate do primeiro turno e Serra ficou sem dar muitas respostas.

“Foi muito bom o desempenho da candidata Dilma Rousseff. Acho que cumpriu o que se espera de um debate de segundo turno. Demarcar claramente que há dois campos, evitar questões secundárias com as quais se pretendia embaralhar as cartas e chamar concretamente o candidato Serra a se definir", afirmou.

Segundo Garcia, o candidatdo tucano "gosta de se apresentar tão seguro, muitas vezes tão arrogante, mas foi obrigado a sair um pouco da sua toca e dizer a que veio. E na maioria das vezes não disse”.


-----------------------------------------------------------------------
Curiosidade: já circula na internet um manifesto pró-Dilma organizado por artistas e intelectuais, clique aqui e saiba mais.


Currently have 1 Opiniões (Dê a sua!):

  1. Seu link já foi publicado! Sabia que agora o prêmio é de R$ 1.000?
    Já somamos 864,275 visitantes desde do lançamento do LP.
    Obrigado por colocar a troca de links.
    Atenciosamente.
    Antoani/Equipe Link Premiado
    http://www.linkpremiado.com.br

Leave a Reply

Postar um comentário

O que pensa sobre isso? Obrigada pela ponderação!
(Comentários que contenham palavras de baixo nível, ou fora de propósito, não serão aceitos)

Mais matérias interessantes...